Minha lista de blogs

sábado, 22 de março de 2014

Governador Eduardo Campos: Conversas entre PSB e PPS avançam, mas aliança na Bahia ainda não está confirmada

Conversas entre PSB e PPS avançam, mas aliança na Bahia ainda não está confirmada
Fotos: Betto Jr. / Ag Haack/ Bahia Notícias
A aliança entre o PSB e o PPS na Bahia ainda não está confirmada, segundo os presidentes estaduais dos partidos, que estiveram em evento que trouxe o pré-candidato à Presidência Eduardo Campos, o líder popular socialista Roberto Freire e a ex-senadora Marina Silva em evento neste sábado (22) em Salvador. O vereador Joceval Rodrigues diz ter conversado, junto com frente partidária que reúne mais sete partidos (PRB, PTB, PSDC, PTC, PMN, PEN, PPL) sobre o possível apoio com a pré-candidata do PSB, senadora Lídice da Mata, mas compreende que o momento atual é de pensar no programa de governo e não de definir chapa.
 
“Nós entendemos que o primeiro passo para qualquer decisão política é decidir programa, discutir soluções, é se falar em políticas públicas”, explicou o edil, que é líder do governo ACM Neto (DEM) na Câmara de Salvador. Rodrigues avalia que a provável aliança não deve impedir sua continuidade à frente do grupo situacionista na Casa. “Quando ACM Neto me deu a liderança, foi por acreditar no meu projeto político. Ele tem demonstrado que não é capaz de demonstrar contrariedade à qualquer posição”, dispersou. Já a pleiteante a governadora considera que o as conversas com o PSB e demais partidos avançam, mas não é hora de discutir quem irá acompanhá-la na candidatura como vice. “Temos até junho para anunciar isso, de acordo a legislação eleitoral”, tranquilizou.
 
'Governabilidade com distribuição de cargos está com prazo vencido', critica Marina Silva
Foto: Betto Jr. / Ag Haack/ Bahia Notícias
Também presente no seminário da aliança PPS-Rede-PSB em Salvador, a líder do movimento Rede Sustentabilidade e ex-senadora Marina Silva, provável componente da chapa do presidenciável Eduardo Campos, fez críticas à política de distribuição de cargos do governo Dilma Rousseff durante plenária dedicada a lideranças e militantes das siglas. “Não existe, no nosso país, a governabilidade com base em programas, mas em distribuição de cargos”, afirmou Marina, ao destacar a tentativa da futura coligação em discutir um plano de governo com a população. “Essa governabilidade com base em distribuição de cargos já está com o prazo vencido. E se ainda não venceu, é porque estão fraudando a data de validade e é preciso denunciar ao Procon porque não dá mais para colocar o destino dos brasileiros na mão de partidos que querem privatizar o Estado e utilizando de forma incompetente os recursos parcos que temos para investir em saúde, educação, desenvolvimento econômico e social”, complementou a ex-senadora. Segundo Marina, nas eleições de 2010, em que disputou a Presidência com o tucano José Serra e a presidente Dilma Rousseff, o pleito foi um grande embate para decidir qual o "melhor gerente". “Quiseram reduzir uma eleição como aquela em um plebiscito”, avaliou. Em discurso, a liderança da Rede também elogiou as presenças femininas das candidatas do PSB ao governo estadual, senadora Lídice da Mata e ao Senado, a ex-ministra Eliana Calmon. O 3º Seminário Regional Programático da aliança partidária acontece até às 18h, na Arena Fonte Nova, e reúne militantes das três legendas em torno da discussão do programa de governo. 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Pesquisar este blog

Seguidores

Google+ Seguidores

Google+ Badge