Total de visualizações de página

terça-feira, 2 de setembro de 2014

Eleições 2014: confronto dos presidenciáveis no debate do SBT

Dilma e Marina concentram artilharia, enquanto Aécio fica em segundo plano no debate do SBT

por Rebeca Menezes / Luiz Teixeira/ Luis Fernando Lisboa
Dilma e Marina concentram artilharia, enquanto Aécio fica em segundo plano no debate do SBT
Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias
A primeira pergunta do terceiro bloco do debate realizado pelo SBT foi guiada pela candidata Dilma Rousseff (PT) e dirigida a Marina Silva (PSB) – como aconteceu na primeira etapa do evento – sobre a importância dada por ela à exploração do pré-sal no programa de governo. Marina respondeu que o seu programa reconhece o pré-sal como riqueza indispensável, mas ressaltou a necessidade de uma exploração e aplicação correta dos seus recursos para setores relevantes como saúde e educação. Ela afirmou que, certamente, dará continuidade à exploração da fonte de energia, mas não pode ter a visão de deixar “a bola parada”. “O mundo inteiro está numa corrida de fonte energia”, segundo Marina, destacando o potencial de energia eólica. A candidata do PSB incluiu o tema Petrobras e afirmou que, no governo do PT, a empresa perdeu seu valor, assumindo promessas de índices de crescimento que não se cumpriram. Dilma Roussef rebateu os comentários declarando que o pré-sal é um dos maiores patrimônios do povo brasileiro. A candidata petista escapou das polêmicas sobre a Petrobras e disse que, por conta dele, os setores de educação e saúde possuem muito mais qualidade. “Isso só o pré-sal, em termos de riqueza, pode dar ao Brasil”. Segundo ela, não há contradições entre explorações de riquezas no governo do PT e exemplificou com o fato de que o Brasil é o segundo país em exploração de energia eólica.  Marina finalizou a discussão sobre o tema declarando que o pré-sal deve ser explorado para melhorar a vida dos brasileiros, mas é preciso buscar novas formas de riqueza: com tecnologia e inovação. Na outra mão, Marina contra-atacou Dilma ao perguntar o que deu errado durante o governo da petista, além de alegar que esta não cumpriu as suas promessas de campanha. “O que deu certo no meu governo foi que tiramos 32 milhões de pessoas da pobreza e elevamos 46 milhões de pessoas para a classe média”, disse Dilma. A presidente afirmou que não se resolvem os problemas do país sem o apoio do poder legislativo. “Eu apostei na governabilidade, nunca negociei contra os interesses do Brasil. Sem apoio no congresso nacional, não é possível ter um governo bom. Não somos os presidentes que escolhem os bons, mas a população brasileira”, declarou. Marina insistiu que a rival não reconhece os erros do seu governo e que é a favor de uma nova política para o Banco Central, ao que Dilma replicou afirmando que um presidente tem que fazer e explicar de onde sai o dinheiro, não apenas ter frases de efeito.


Foto: Ichiro Guerra/ Divulgação
Luciana Genro (PSOL) disse que o Brasil entrou em recessão e que os programas do PT e do PSDB são muito parecidos, assim como o programa de Marina. "Tu és a segunda via do PSDB?", perguntou. Em sua resposta, Marina disse que reconhece os ganhos da sociedade, mas que a estabilidade econômica foi "negligenciada" pelo PT. Afirmou que quer recuperar o tripé da economia, mas que a visão simplista prejudica o debate. "Nós temos que parar de ‘fulazinar’ as coisas", criticou. Para Luciana, contudo, "tem que se escolher lados. Ou se está do lado do capital ou dos trabalhadores". E alfinetou Marina ao dizer que ela mudou de opinião sobre o casamento de homossexuais que não teria durado "uma hora e quatro tweets do Silas Malafaia". Em sua tréplica, Marina afirmou que a esquerda do PSOL seria tão dogmática quanto a extrema direita. "Sobre a mudança, foi um erro da equipe. Mas nós defendemos liberdades individuais e vamos combater todas as formas de discriminação", garantiu. Levy Fidelix (PRTB) perguntou a Aécio Neves (PSDB), que é mineiro como ele, quais seriam suas propostas para mobilidade urbana, citando como opção os monotrilhos. O tucano disse que é responsabilidade do governo investir em mobilidade, mas que, ao longo de dez anos, "demonizou a parceria com os setores privados". Criticou, ainda, uma relação de metrôs que a propaganda petista disse que seriam entregues mas que ainda não estão prontos. Mesmo assim, avaliou que os monotrilhos não servem para todo o país. Fidelix disse que diversas propostas do PRTB, como desoneração da cesta básica, foram acatadas pelos governos. Para o tucano, o PT "perdeu tempo" ao não aproveitar as Parcerias Público-Privadas, e disse que a falta de investimentos em mobilidade afetou a produção do país. O tucano Aécio questionou a presidente Dilma Rousseff sobre segurança pública e o aumento da criminalidade no país durante o governo, que teria investido pouco no setor. “Acho que você tem memória fraca. O governo federal deu um apoio de 140 milhões de reais para Minas Gerais criar vagas no sistema penitenciário. Nós temos participação em todas as obras do governo federal em Minas Gerais. Acho que o senhor está mal informado. O monotrilho de são Paulo só foi viabilizado porque o governo federal colocou o dinheiro”, alfinetou a presidente. Aécio insistiu que o governo de Dilma sucumbiu à iniciativa privada e que fracassou. “143 bilhões de reais foram colocados à disposição, para que as pessoas tenham transporte seguro e tempo. Tudo feito com recursos federais”, finalizou a presidente.

Foto: Francis Juliano/ Bahia Notícias
Eduardo Jorge (PV) perguntou se era verdade que Aécio Neves, assim como o PV, iria baixar a taxa de juros básicos. O ex-governador de Minas Gerais esclareceu que concordou com o diagnóstico que ele faz e defendeu que a retomada do crescimento da economia com taxas de juros decrescentes seria possível dentro de seu governo. "O PT fracassou e 79% da população quer mudança. O que nós temos que fazer é mostrar quais mudanças os partidos representam", avaliou. Para o verde, contudo, só foram apresentadas teses, mas a única forma dos bancos realmente concorrerem seria necessário diminuir a taxa celic de 11% para 6%. E frisou: "Nós precisamos melhorar as condições de vida dos trabalhadores. Não queremos dinheiro sujo do petróleo". Para Aécio, Dilma fala de pessimistas mas eles seriam "os 79% que não confiam no governo atual para melhorar a situação". Segundo o tucano, resgatar a confiança na economia é o primeiro passo para melhorar a economia. Para finalizar o debate, o candidato Pastor Everaldo (PSC) questionou Levy Fidelix (PRTB) acerca da corrupção no país, segundo ele a maior da história. De acordo com este, a corrupção acontece por conta do dinheiro das empresas que financiam as campanhas dos candidatos. “Pra acabar a corrupção só mesmo Deus lá em cima”. Everaldo aproveitou para atacar seus antigos aliados no governo. “Nós vimos muitas pessoas que pertenciam a esse governo na cadeia. nunca se prendeu tanto porque nunca houve como tivemos tanta corrupção”, finalizou.

 

'Inflação está em 0%', defende Dilma; disputa com Marina é mais incisiva que contra Aécio

por Rebeca Menezes/ Luiz Teixeira
'Inflação está em 0%', defende Dilma; disputa com Marina é mais incisiva que contra Aécio
Foto: Ichiro Guerra/Divulgação
No segundo bloco, os candidatos responderam perguntas de jornalistas. Na primeira, Fernando Rodrigues do UOL citou sobre os R$ 1,6 milhões arrecadados por  Marina Silva (PSB) em palestras que ela recebeu nos últimos três anos e questionou se as cláusulas de confidencialidade não eram incoerentes com a defesa de uma "nova politica". A candidata defendeu, então, a separação entre sua vida privada e vida política, e explicou que as cláusulas de confidencialidade foram pedidas pelas empresas que a contrataram. "Todo mundo sabe que eu faço palestras para defender a sustentabilidade", afirmou, ao defender que nunca aceitou buscar cargo público para sobreviver. Inclusive, diz, não cobrou por palestras enquanto era parlamentar e, mesmo quando fez disso sua profissão, deu mais de 200 palestras gratuitas. Em seu comentário, Dilma disse considerar que, quando se assume um cargo público, há responsabilidade sobre a transparência - que inclusive seria uma nova e importante exigência - porque senão todo o processo não se torna problemático. "Eu nunca deixei de fazer algo que não fosse a favor dos brasileiros", afirmou. "A Receita Federal é testemunha de que pago todos os meus impostos com transparência", rebateu Marina. Segundo ela, seria importante um comparativo com políticos como Fernando Henrique Cardoso e Lula, que também fazem palestras, para que não ocorresse "dois pesos e duas medidas". A candidata Dilma Rousseff (PT) foi perguntada acerca da baixa popularidade do seu governo e do fato de que perderia o segundo turno para Marina Silva (PSB), de acordo com as pesquisas. Dilma disse que a popularidade está baixa momentaneamente por conta da seca e da queda na atividade econômica. “Nós não estamos em recessão porque o mercado consumidor aumenta por causa do emprego e do aumento do salário. A inflação está em 0%. Já a economia internacional não se recuperou da crise, EUA, Alemanha e Japão tem altos e baixos. É fato que isso mostra que a crise não acabou, nossa diferença é que não desempregamos e arrochamos salários”, declarou Dilma. Para comentar a resposta, Marina Silva afirmou que Dilma não reconhecesse os seus erros. “Ela disse que ia controlar a inflação e manter o crescimento. Temos situação de juros altos e a população paga um preço muito alto, é só ver as manifestações de junho”, afirmou. Dilma disse que é preciso ter cuidado com diagnósticos errados, que levam a soluções erradas. “Isso vai levar a dificuldade de regulação do sistema financeiro. Os pessimistas de plantão diriam que a Copa do Mundo iria dar errado, mas só dentro de campo, porque o povo impediu isso de acontecer”, finalizou. 


Foto: Orlando Brito/Coligação Muda Brasil
Kennedy Alencar, do SBT, se direcionou então para Aécio Neves. O jornalista citou casos de corrupção do PSDB como o do cartel do metrô em São Paulo e do Mensalão mineiro e questionou se o partido não teria dado exemplos de não punição aos envolvidos em processos. Aécio aproveitou sua resposta para criticar o PT e disse: "Nunca transformaremos membros presos do partido em heróis nacionais". Segundo ele, no caso do do PT, os mensaleiros foram condenados e a postura do partido não teria ajudado no sentimento "de justiça igual para todos". Para o tucano, "cabe a justiça condenar ou absolver aqueles que forem processados" e prometeu que, caso eleito, superará as denúncias sucessivas. Em seu comentário, Dilma afirmou que é importante lembrar o fortalecimento da Polícia Federal, e afirmou que o governo petista criou o portal da transparência, lei da ficha limpa, comissão de combate à lavagem de dinheiro e deu autonomia à Procuradoria-Geral da República. Ela criticou, então, FHC, a quem chamou de "engavetador geral da República" e teria escondido os casos de corrupção. "No meu governo, a corrupção jamais foi varrida para debaixo do tapete", concluiu. Mesmo assim, para Aécio, nenhum desses instrumentos funcionou para os casos que envolveram o PT, que teriam sido denunciados pela imprensa. O candidato do PV, Eduardo Jorge, foi questionado acerca da diferença de plataforma entre as campanhas do partido em 2010 e 2014. “Em 2010 tivemos uma campanha linda, foi uma honra estar em apoio com a Marina, mas era uma coligação do partido com ela. Temos uma questão de anos, como a legalização das drogas e apoio ao aborto, mas na coligação com ela isso não foi possível. Com o PV solitário isso emerge claramente. Defendo isso há mais de 25 anos, fui o primeiro a apresentar a regulação para controlar os usuários”. Marina Silva agradeceu ao verde por ter esclarecido sua situação em 2010. “Eduardo Jorge retratou com respeito que aconteceu em 2010, porque quando entrei eu pedi que se fizesse uma cláusula em relação a alguns temas que sou contra, como o aborto. Esse debate precisa ser feito com debate e responsabilidade, envolve questões éticas, sociológicas e espirituais. Não satanizo quem defende a legalização das drogas ou o aborto, o que eu quero é que se faça um debate sobre o assunto”, disse Marina. 

Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias
Fernando Rodrigues, do UOL, questionou sobre a campanha pelos valores da família de Pastor Everaldo, quando o candidato já foi acusado de agredir a mulher, e perguntou qual seria sua política de prevenção à violência doméstica. "Todas as pessoas que casam tem o desejo de manter sua família", começou, "mas infelizmente eu não tive sorte no casamento". Everaldo afirmou que, por unanimidade, a Justiça considerou improcedente as acusações e afirmou que nunca grediu uma mulher. "Sempre colocarei em primeiro lugar a família porque é um bem maravilhoso. Se a família vai bem, o Brasil vai bem", resumiu. Aécio Neves falou de forma genérica da lei Maria da Penha, mas depois voltou seu comentário para o governo do PT, ao dizer que a candidata atual não teria disponibilizado dinheiro para penitenciárias e teria investido menos de 11% do que foi aprovado no orçamento. E prometeu, então, colocar em prática um projeto feito quando foi governador de Minas Gerais. Pastor Everaldo reafirmou seu compromisso com a família como está na Constituição e defendeu que não tem preconceito, mas que é a favor do "casamento entre homem e mulher e contra o aborto". A candidata Luciana Genro (PSOL), afirmou ser a defensora dos interesses da população. “Quando me chamam de populista eu respondo que para defender os interesses do capital já tem o PT, o PSDB e a Marina. O meu papel é defender os interesses do povo. Os bancos são os únicos que têm lucrado em uma economia em que o povo está endividado. Três em cada quatro trabalhadores ganham apenas R$ 1.500 e os aposentados enfrentam problemas desde os tempos do PSDB”, afirmou Genro. Aécio comentou que vê com restrição quem se diz “defensor do povo”.  “Acreditamos em causas diferentes mas queremos o mesmo caminho, tenho outro tipo de pensamento”, afirmou o tucano, citando o seu período à frente do estado de Minas Gerais. “É claro que Aécio tem que desconfiar, já que a política econômica dele é para os ricos”, rebateu Luciana. Já o nanico Levy Fidelix (PRTB), se alterou ao ser perguntado se o seu partido seria “de aluguel”, que sobrevive apenas ao negociar candidaturas. “Isso é o ponto fora da curva, não tem nada a ver com o que nós estamos discutindo.Isso é perseguição aos partidos pequenos. O senhor é representante de uma mídia vendida”, acusou o candidato. Convidado a comentar o assunto, Eduardo Jorge arrancou risos da plateia ao afirmar não ter nada a ver com o assunto

 

 Sem confronto diretos entre os principais candidatos, nanicos dividem holofotes no 1º bloco

por Fernando Duarte/ Rebeca Menezes/ Luiz Teixeira

Sem confronto diretos entre os principais candidatos, nanicos dividem holofotes no 1º bloco
Eduardo Jorge (PT) perguntou a Dilma sobre as penitenciárias. Foto: SBT
Com um formato mais engessado, o primeiro bloco do debate entre candidatos à Presidência da República pelo SBT acabou dividindo os holofotes dos principais candidatos com os postulantes dos chamados partidos nanicos. Dilma Rousseff (PT) e Marina Silva (PSB/Rede) se enfrentaram na primeira pergunta e, na sequência, apenas os nanicos trocaram perguntas entre si e com Dilma, Aécio Neves (PSDB). Eduardo Jorge (PV) escolheu a petista para atacar as condições das penitenciárias brasileiras. Segundo ele, o ambiente é de barbárie. Dilma, além de rebater, prometeu ampliar o ambiente de cooperação entre as polícias federal e estaduais e forças armadas. “É um erro em só investir na privação da liberdade, sem investir na reintegração dos presos”, criticou o verde. Dilma anunciou, então, que uma parcela do Pronatec deverá formar e recuperar presos. Em seguida, Luciana Genro (PSOL) questionou o Aécio se a defesa do fator previdenciário aproxima o tucano do PT. Sem responder diretamente à questão, Aécio sugeriu que as ações do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) foram essenciais para os governos que vieram na sequência. “Foi o último grande governo modernizador do país”, defendeu o correligionário de FHC. A socialista comparou PT, PSDB e PSB. “Nem o Aécio, nem a Dilma, nem a Marina. Os três privilegiam o interesses dos bancos e dos milionários”, criticou Luciana. Aécio criticou a política econômica do atual governo. “Vamos controlar a inflação e fazer o Brasil voltar à crescer”, defendeu.
O candidato Aécio questionou Eduardo Jorge quanto ao seu posicionamento sobre o momento econômico do Brasil, afirmando que “o atual governo fracassou na economia”. Jorge concordou com o tucano. “Esse é o legado que vai ter que ser resolvido. Nós não concordamos que esse controle da inflação tem que ser feito através de medidas como a bolsa Selic, que é dada ao oligopólio dos grandes bancos enquanto o trabalhador tem escassez de recursos, nós vamos abaixá-la. Perdemos a Copa do Mundo, mas somos campeões mundiais do pagamento de juros porque a indústria esta apoiada na bolsa Selic. Com o crescimento vamos poder ter políticas públicas”, afirmou. Neves replicou com informações sobre o crescimento negativo do Brasil em 2014. “Isso quer dizer que estamos sem emprego. Os dados de junho e julho foram os piores dos 10 anos, essa é a herança perversa desse governo. O Brasil precisa de um governo que controle a inflação”, insistiu o senador. Eduardo Jorge se disse surpreso com o tucano concordar, pelo menos em parte com ele. “Fico surpreso que o candidato Aécio concorde com meu ataque à bolsa Selic, já que ele foi generoso com os bancos e deixou à míngua o agronegócio e a família. Houve um aumento da renda no Brasil, mas foi ridículo se comparado ao mundo”, finalizou.
O candidato Levy Fidelix (PRTB) perguntou a Luciana acerca da política econômica do Brasil, além de afirmar que o governo paga 654 bilhões em juros aos bancos. “Esse problema da política econômica unifica os três candidatos principais, Dilma, Marina e Aécio. A conta de juros é o principal problema do Brasil, ano passado foram gastos quase R$ 90 bilhões de reais em uma política que só concentra a renda e prejudica os mais pobres, enquanto que a saúde recebe meio por cento do orçamento e enquanto os juros dão o dinheiro aos bancos. Nós queremos auditoria da dívida pública para apurar as irregularidades”, afirmou Genro. Levy então atacou Marina Silva por conta do seu relacionamento com a herdeira do banco Itaú, Neca Setúbal, que deve R$ 18 bilhões à previdência social. “Os irmãos siameses não querem e não vão resolver os problemas só querem o seu voto. O PSOL defende uma reestruturação da divida tributaria do Brasil. Quando era deputada propus que as grandes fortunas paguem uma alíquota de 5% ao ano”, finalizou Genro.
Marina Silva questionou como Pastor Everaldo (PSC) pretende enfrentar a falta de saneamento básico. “Nós sabemos que o pacto federativo está distorcido”, começou. Ele enfatizou que a família brasileira tem sido “vilipendiada” e disse que vai destinar recursos para que as prefeituras façam saneamento. Ele aproveitou ainda para citar o problema de segurança e afirmou que a população estava à mercê dos bandidos. “A família está sendo atacada em todos os sentidos”, criticou. Marina disse compreender que o tratamento de esgoto melhora a qualidade de vida das pessoas e a falta de saneamento pode, inclusive, prejudicar o aprendizado. Por isso, disse que buscará apoio privado para buscar iniciativas que resolvam o problema. O Pastor Everaldo reforçou, então, que essa é uma responsabilidade dos municípios e que, por isso, focaria nos investimentos municipais ao invés de tentar resolver na instância federal. O Pastor perguntou para Levy Fidélix, quais suas propostas para a segurança pública. O candidato mudou o rumo da resposta e começou a falar sobre a Petrobras. Depois, disse que a segurança é um dos principais problemas do país. Para ele, o aparato policial deveria receber mais para que pudesse “reagir” a esta situação. Disse, ainda, que combaterá o narcotráfico. Na réplica, o pastor disse que investirá em comunicação entre as polícias e prometeu “atacar, de imediato” a delinquência na rua, “para que aqueles que estupram, matam e roubam, saiam das ruas”. Prometeu, por fim, privatizar as penitenciárias, reduzir a maioridade penal e “encaminhar” a juventude para o esporte. “Aqueles que praticam a morte realmente precisam ser punidos pela lei”, concluiu.
 

Nervosa, Dilma interrompe Eduardo Jorge no início do debate do SBT

por Rebeca Menezes

Nervosa, Dilma interrompe Eduardo Jorge no início do debate do SBT
Foto: Reprodução / SBT
A candidata Dilma Rousseff (PT) protagonizou um momento fora do comum no início do debate do SBT com os presidenciáveis nesta segunda-feira (1º). Logo na segunda pergunta do primeiro bloco, ela interrompeu a fala que seria feita por Eduardo Jorge, que havia direcionado seu questionamento para a petista. "Que eu saiba ele não pode", disse a candidata em voz baixa. O apresentador do debate, Carlos Nascimento, então explicou que cada um dos presentes poderia perguntar e ser perguntado uma vez, logo a escolha seria válida. Dilma então se desculpou. "Está certíssimo, Carlos Nascimento. É o nervosismo do debate", justificou.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Pesquisar este blog

Seguidores

Google+ Seguidores

ACESSE POR ASSUNTO

gostosa (3409) biquíni (1030) MULHER (743) nua (712) rabo (571) posa (556) sensual (550) ensaio (508) loira (504) bahia (488) lingerie (395) sexo (369) fotos (362) mostra (341) atriz (330) morena (327) sexy (326) pelada (269) calcinha (267) foto (264) DILMA (257) boa forma (242) capo de fusca (195) modelo (184) Linda (181) espaço (179) praia (178) justiça (166) topless (165) governo (151) ministro (150) panicat (150) curvas (148) astronomia (143) musa (141) São Paulo (139) Salvador (132) brasil (121) miss bumbum (115) Garota (112) Nicole Bahls (110) paniquete (110) saúde (109) moda (108) CONTRA (106) EX-BBB (105) super gostosa (102) bunda (101) CNJ (98) corrupção (98) veja (98) na praia (94) Revista (92) Prefeito (89) VíDEO (88) astrologia (88) buceta (88) ensaio sensual (88) gostosas (88) PSDB (87) Telexfree (87) moda dos famosos (87) famosos (85) Aryane Steinkopf (84) petrobras (82) curte (81) aparece (80) Carnaval (77) Funkeira (75) CAMPANHA (74) internet (74) pagando calcinha (74) aparece nua (73) posta (73) Juju Salimeni (72) MENSALãO (70) MILHÕES (65) Ponto Novo (63) SEM CALCINHA (63) SENADOR (63) TJ-BA (61) sensualidade (61) biquininho (60) pesquisa (60) Babi Rossi (59) Rihanna (59) acm neto (59) presidente (59) show (59) Namorada (57) para revista (57) senado (57) Estudo (56) famosa (56) Graciella Carvalho (54) Juiz (54) Mulher Melancia (54) Mulher Melão (54) futebol (54) Aviões do Forró (53) FACEBOOK (53) Petrolão (53) de calcinha (53) no rio (52) EUA (51) pagando peitinho (51) ufc (51) Andressa Urach (50) MPF (50) mulheres (50) nasa (50) partido (49) religião (49) PF (48) artigo do delúbio (48) fala (48) umbanda astrológica (48) Paula Fernandes (47) caiu na rede (47) deixa (47) eleições 2014 (47) Neymar (46) novinha (46) peitões (46) DEM (45) TCM (45) caiu na web (45) Rio de Janeiro (44) deusa (44) artigo semanal (43) impeachment (43) divulga (42) estrela (42) panicats (42) site (42) violência (42) corpo sensual (41) fio-dental (41) flagra (41) orixás (41) senhor do bonfim (41) Britney Spears (40) Gatas do Facebook (40) PEDE (40) WAGNER (40) fio dental (40) tesão (40) Candidata (39) Celebridade (39) Kim Kardashian (39) OPOSIçãO (39) prisão (39) twitter (39) FHC (38) São Paulo Futebol Clube (38) lésbica (38) mma (38) posam (38) signos (38) BAIANA (37) jogador (37) rainha de bateria (37) Rio (36) festa (36) MISS (35) SP (35) juizes (35) protesto (35) GOVERNADOR (34) JULGAMENTO (34) Lady Gaga (34) caiu na net (34) praia do Rio (34) praia no Rio (34) signo (34) AFIRMA (33) GOOGLE (33) POLíCIA (33) alegrar (33) MARINA (32) campanha de lingerie (32) recursos publicos (32) DEFENDE (31) NOVO (31) PAÍS (31) deputados (31) eliana calmon (31) luciana gimenez (31) posta foto (31) sexo oral (31) tetas (31) AEROPORTO (30) AéCIO (30) MINISTRA (30) Miami (30) congresso (30) crime (30) eduardo Campos (30) (30) Alessandra Ambrósio (29) JORNALISTA (29) Miss Bumbum Brasil 2012 (29) PROGRAMA (29) Polícia Federal (29) bailarina do faustão (29) bela (29) famosas (29) galáxia (29) mostra demais (29) nova (29) posou (29) recursos (29) Cachoeira (28) Claudia Leitte (28) Joana Machado (28) LIVRO (28) Mayra Cardi (28) Nana Gouvêa (28) Pânico na TV (28) Renata Molinaro (28) Veridiana Freitas (28) capa de revista (28) ensaio nu (28) forró (28) orixá (28) previsões (28) Aline Riscado (27) Joaquim Barbosa (27) PASTOR (27) PROCESSO (27) denuncia (27) pagando peitinhos (27) posar (27) prefeitura (27) ring girl (27) Alinne Rosa (26) Argentina (26) FEIRA de santana (26) Latino (26) OAB (26) TRE (26) Victoria's Secret (26) acusado (26) bbb12 (26) brasileira (26) caso (26) ex-paniquete (26) fotos sensuais (26) homens (26) Bruna Marquezine (25) Conheça (25) FRAUDE (25) Irmã (25) JOVEM (25) Lucilene Caetano (25) Modelos (25) PSD (25) TCU (25) dinheiro (25) estupro (25) peitinho (25) POLÊMICA (24) Pânico na Band (24) Thaila Ayala (24) Tricolor (24) concurso (24) dia de sol (24) economia (24) emma watson (24) governo dilma (24) ivete sangalo (24) maiô (24) queimadas (24) recurso (24) rede social (24) Kristen Stewart (23) PREFEITA (23) Xuxa (23) ação (23) desfile (23) eleições (23) evento (23) fotos nuas (23) posar nua (23) umbanda (23) Adriane Galisteu (22) Barbara Evans (22) Cacau (22) Carol Belli (22) Laura Keller (22) MORTE (22) Serra (22) Thaís Bianca (22) amor (22) aparece de calcinha (22) conceito (22) desnuda (22) eleita (22) esporte (22) filme (22) imagem (22) loirinha (22) mostrando (22) pênis (22) web (22) CIENTISTAS (21) GLOBO (21) Gisele Bündchen (21) Juju Panicat (21) Valesca Popozuda (21) espiritualidade (21) Izabel Goulart (20) Jéssica Lopes (20) PALOCCI (20) Selena Gomez (20) assistente do Faustão (20) bem estar (20) biquíni fio-dental (20) ciência (20) decisão (20) marca (20) mostra corpão (20) nude (20) paga peitinho (20) verão (20) Bar Refaeli (19) Carla Prata (19) Dani Vieira (19) Espanha (19) INVESTIGA (19) JUDICIÁRIO (19) Jennifer Lopez (19) Município de Queimadas (19) PETISTA (19) Santos (19) Saúde pública (19) advogado (19) brasília (19) bronzeado (19) casamento (19) conta (19) ensaio fotográfico (19) especial (19) jogo (19) mundo (19) nudismo (19) pombagira (19) pornô (19) sexo anal (19) virgindade (19) Alinne Moraes (18) BANDA (18) Grazi Massafera (18) Larissa Riquelme (18) Lorena Bueri (18) Morena da Laje (18) Operação Lava Jato (18) PRESO (18) Professora (18) SãO JOãO (18) Thais Bianca (18) Veja fotos (18) chega de impunidade (18) fotografa (18) magia sexual (18) poder (18) rosana ferreira (18) sensualiza (18) solange gomes (18) spfc (18) BAND (17) Espanta Gado (17) INVESTIGAR (17) Isabeli Fontana (17) Kelly Key (17) NOVELA (17) Plenário do TSE (17) bilhões (17) diz jornal (17) exibindo (17) faustão (17) miranda kerr (17) mãe (17) namorado (17) orgasmo (17) selfie (17) vídeo de sexo (17) Arianny Celeste (16) Domingão do Faustão (16) Gil Jung (16) Instagram (16) José Luiz Datena (16) Latinete (16) PEDOFILIA (16) PRESA (16) Renato Gaúcho (16) entrevista (16) investigação (16) kate middleton (16) leilão (16) nuas (16) paniquetes (16) transa (16) viviane araújo (16) Candice Swanepoel (15) Furacão da CPI (15) Jaqueline Khury (15) Juliana Didone (15) Mirella Santos (15) PAGAR (15) PGR (15) PROPINA (15) Pernambuco (15) Seleção (15) eleito (15) filho (15) gravação (15) imagens (15) maravilhosa (15) musas (15) planeta (15) popozão (15) virgem (15) FILME PORNô (14) Game of Thrones (14) OPERAÇÃO (14) Paloma Bernardi (14) Rui Costa (14) SENADORES (14) Vereador (14) assistente de palco (14) denúncia (14) escola de samba (14) marquinha (14) musica (14) para campanha (14) renan calheiros (14) sexualidade (14) tati minerato (14) Funk (13) Jaques Wagner (13) Mariana Rios (13) PROPOSTA (13) Pânico (13) ex-prefeito (13) Letícia Wiermann (12) MST (12) OBRAS (12) Thais Fersoza (12) juíza (12) pai (12) Joyce Pinheiro (11) Karina Bacchi (11) Karol Loren (10) Lei da Ficha Limpa (10) MUNICíPIOS (10) pagamento (9) PRECONCEITO (8) Mocidade (6) Itiuba (3) filho de Lula (3) fim do mundo (3) UFC 130 (1) súmula 228 (1)

Google+ Badge