Minha lista de blogs

  • Astrologia e Poder - *Astrologia e Poder - LIVRO UMBANDA ASTROLÓGICA; COMPRE O SEU AQUI...* "Nenhum homem está submetido a outro homem, mas pode estar submetido a ele polit...
    Há um dia

sábado, 6 de setembro de 2014

Ineficiência do PT e educação da Bahia continua ruim! Ideb: Bahia tem queda no Ensino Médio da rede estadual

 Ensino médio fica abaixo da meta do governo

O Índice Nacional de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) manteve sua evolução nos anos iniciais do ensino fundamental. Os estudantes do 1º ao 5º ano tiveram média de 5,2 pontos, 0,2 acima da última avaliação, em 2011, e 0,3 acima da média projetada pelo Ministério da Educação para a avaliação de 2013. Já o ensino médio, onde a rede de ensino tem tradicionalmente mostrado uma evolução menor, o Ideb não apresentou nenhum avanço entre as avaliações de 2011 e 2013, mantendo-se em 3,7. A meta para 2013 era de 3,9. Os anos finais do ensino fundamental, do 6º ao 9º ano, tiveram um pequeno avanço, de 0,1, chegando a 4,2, mas, como o ensino médio, está abaixo da meta estipulada para 2013, que era de 4,4 pontos. De acordo com os dados apresentados nesta sexta-feira (5) pelo Ministério da Educação, os dados dos anos finais desaceleraram a melhora. Em 2011, a média nacional havia chegado a 4,1, 0,3 ponto acima da meta colocada. "A diferença até agora era de 0,2 pontos. Esse ano a meta era maior, comparativamente", explica o presidente do Instituto Nacional de Estatísticas e Pesquisas em Educação, Francisco Soares.

 

Ideb: Bahia tem queda no Ensino Médio da rede estadual

Ideb: Bahia tem queda no Ensino Médio da rede estadual
Educação da Bahia - ruim: Ideb: Bahia tem queda no Ensino Médio da rede estadual
Foto: SEC-BA
A nota do Ensino Médio, a exemplo da média total do estado, considerando a rede pública e privada de educação, teve redução nas escolas estaduais baianas, com queda de 3 para 2,8. O Ensino Fundamental teve melhora de 0,2 pontos percentuais no nível 1 (5º ano), que obteve nota 4, e no nível 2, que apresentou média 3,1. Em nota, a Secretaria de Educação do Estado da Bahia (SEC-BA) divulgou as ações implementadas para fortalecer o desempenho dos alunos. Entre as iniciativas da pasta, está o Ensino Médio com Intermediação Tecnológica (EMITec) que transmite aulas em tempo real via satélite para os locais remotos do estado, com professores mediadores em sala de aula. O programa, implantado em 2010, atende 17.377 pessoas em 150 municípios. A secretaria informou também que mantém o projeto Ensino Médio em Ação (EM-Ação), que oferece reforço escolar aos estudantes, em turno oposto ao regular, com destaque para as áreas de português e matemática. O EM-Ação também está focado na formação de professores e inclui atividades interdisciplinares, com uso de materiais didáticos e tecnologias, desenvolvidos por professores das universidades públicas e distribuídos aos alunos como apoio ao livro didático. Ainda voltado ao Ensino Médio, a SEC disponibiliza mais de 3 mil conteúdos digitais no ambiente educacional Web do Portal da Educação, com jogos, videoaulas, simulados, aulas de revisão e dicas do Professor Web. No comunicado, a pasta ainda cita outras medidas como o Pacto com Municípios pela Alfabetização, implantado em 2010, para garantir alfabetização com letramento de crianças com até oito anos e o Pacto pelo Fortalecimento do Ensino Médio. O último, desenvolvido em parceria com o Ministério da Educação (MEC), a Universidade Federal da Bahia (Ufba) e a Universidade do Vale do São Francisco (Univasf), tem foco na formação continuada dos professores e coordenadores pedagógicos. Os cursos, que já envolvem 20 mil professores, são realizados nas próprias unidades escolares, durante o tempo destinado às atividades complementares. Os docentes participantes são beneficiados, no programa, com bolsas de estudo.

Bahia está entre as cinco piores médias do Ideb 2013

Bahia está entre as cinco piores médias do Ideb 2013
Foto: SEC-BA
Com redução de 3,2 para 3, a Bahia está com a segunda pior média dos estados no Ensino Médio, no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) 2013, divulgado nesta sexta-feira (5). Outros quatro estados tiveram a mesma nota: Alagoas, Amapá, Maranhão, Mato Grosso. Abaixo, apenas o Pará com 2,8. A maior média é de São Paulo, com 4,1. Logo abaixo, com 4, estão empatados Distrito Federal, Goiás, Rio de Janeiro e Santa Catarina. Considerando as notas do Ensino Fundamental 1 (5º ano), a Bahia tem a terceira pior média, 4,3, e ficou entre os cinco piores resultados, seguida de Alagoas e do Maranhão, que obtiveram 4,1 e do Pará e do Amapá, que apresentaram média 4. A Bahia perde para outros estados do Nordeste, como Sergipe (4,4), Rio Grande do Norte (4,4), Piauí (4,5) e Pernambuco (4,7). Os estados mais bem colocados foram Minas Gerais e São Paulo, empatados com 6,1, seguidos por Santa Catarina (6), Distrito Federal (5,9) e Paraná (5,9). No Ensino Fundamental 2 (9º ano), Minas Gerais lidera com 4,8, seguida de perto por São Paulo (4,7), Goiás (4,7). Nesta comparação, a Bahia também tem a terceira menor nota, 3,4, ficando acima apenas de Sergipe (3,2) e Alagoas (3,1).

Ideb: Bahia tem queda no Ensino Médio; pior resultado de Salvador está na Capelinha


Ideb: Bahia tem queda no Ensino Médio; pior resultado de Salvador está na Capelinha
Foto: SEC-BA
No ranking dos estados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), a Bahia teve média total de 4,3 – na última Prova Brasil, em 2011, cuja nota é utilizada para compor a classificação, o estado tinha 0,1 ponto percentual a menos. A redução foi vista no Ensino Médio, que caiu de 3,2 para 3,0. Já as médias do 5º ano e do 9º ano foram 3,4, um aumento de 0,1 ponto percentual em relação ao exame anterior. Entre os municípios, o melhor desempenho foi visto no Ensino Fundamental 1. Neste nível, a cidade mais bem colocada foi Malhada das Pedras, no centro-sul baiano, com média 5,9. Licínio de Almeida, campeã do último Ideb, vem logo em seguida, com média 5,8. Ficaram bem posicionadas Novo Horizonte (5,7), Caculé (5,6) e Piatã (5,5), que está empatada com Mortugaba, Jacaraci e Cordeiros. No Ensino Fundamental 2, Jacaraci volta a aparecer na liderança, com média 5. Licínio de Almeida, Ibirapuã e Brumado vêm logo em seguida, com 4,9. A capital, Salvador, está bem abaixo, com média 2,9. O número ainda está acima dos municípios com pior resultado: Água Fria, Almadina e Santa Luzia, com 1,5; Ouriçangas (1,6); Novo Triunfo (1,8) e Itarantim (1,9). A situação de Salvador melhora no Ensino Fundamental 1 – o índice é 4. Entre as escolas soteropolitanas, as melhores colocadas são os Colégios da Polícia Militar de Dendezeiros, com média 5,7 e João Florêncio Gomes, com 5,4, ambas referentes ao Ensino Fundamental 1. As unidades com menor nota foram a Escola Estadual Juracy Magalhães Jr., com 1,5, na Capelinha, e o Colégio Estadual Professor Luiz de Moura Bastos, no mesmo bairro, com 1,4. As duas médias se referem ao Ensino Fundamental 2. O Colégio Estadual 29 de Março, no Santo Inácio, que obteve 0,1 no último Ideb, está com 2,9 no novo exame.
 por Luana Ribeiro/fonte BN

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Pesquisar este blog

Seguidores

Google+ Seguidores

Google+ Badge